Exportação de alimentos: conheça as etapas e legislações!

frutas no container

A exportação de alimentos é uma área que está em constante crescimento e é primordial tanto para a economia global quanto para os países. 

É por meio desse processo que os alimentos produzidos em um país podem ser consumidos em mesas de outras partes do mundo, por exemplo.

Mas como funciona a exportação? E quais produtos costumam ser mais embarcados?

Separamos este conteúdo para responder essas dúvidas e ainda mostrar o potencial do mercado de exportação de produtos alimentícios.

Para aprender tudo sobre o tema, continue a leitura com atenção e aproveite!

O potencial da exportação de alimentos: mercados e oportunidades

A exportação de alimentos é um setor fundamental dentro do agronegócio, porque representa uma diversificação e geração de receitas para o país. 

Inclusive, é uma área que apresenta diferentes oportunidades, visto que está em constante crescimento.

Só para você ter uma dimensão, as exportações do agronegócio fecharam o ano de 2022 com US$159 bilhões em vendas, segundo a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SCRI) do Ministério da Agricultura e Pecuária.

O índice de preços dos produtos teve um incremento de 22,1% em comparação a 2021 e um aumento de 8,1% no volume embarcado. Dentro desses itens, os que tiveram destaque foram a soja, carnes, cereais, farinhas e outros do setor alimentício.

Além disso, o mercado de exportação de alimentos do Brasil oferece várias oportunidades para as empresas, como:

  • aproveitamento da demanda crescente;
  • acesso ao comércio exterior;
  • elaboração de produtos de valor agregado;
  • possibilidade de inovação;
  • fortalecimento de marca.

Leia também: Demurrage: o que é, como funciona e como evitá-lo

Quais são os alimentos mais exportados?

pessoas escolhendo alimentos

Neste primeiro momento, é importante ressaltar que os alimentos mais exportados mudam conforme os países, especializações produtivas, condições agrícolas, demanda internacional, entre outros fatores.

Contudo, existem alguns produtos do setor alimentício que sempre se destacam no mercado da exportação.

Confira os principais alimentos exportados:

  • cereais e grãos;
  • carne;
  • açúcar;
  • pescados;
  • café;
  • cacau;
  • mangas, limões, laranjas, bananas e demais frutas;
  • produtos processados.

A exportação de alimentos do Brasil é bastante conhecida pela cana-de-açúcar, café, soja, milho e carnes no geral para o mundo inteiro.

Em suma, esses são apenas alguns exemplos de produtos que sempre são exportados em grandes volumes. Mas vale lembrar que o nível sempre vai depender de fatores comerciais e capacidade de produção dos países.

Como funciona o processo de exportação de alimentos no Brasil?

Exportação de alimentos: saiba como fazer um processo legal

O processo de exportação de produtos alimentícios do Brasil abrange diferentes etapas que precisam ser seguidas para que o procedimento esteja alinhado com as regulamentações vigentes.

Caso contrário, a empresa pode sofrer consequências, como a retenção de carga, restrições de acesso ao comércio, impacto negativo na reputação, perda de licenças para atuar no mercado e até mesmo multas ou sanções.

Neste sentido, é de suma importância de todos os negócios sigam as seguintes etapas para realizar um processo de exportação legal:

  • 1. registro no RADAR (Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros)
  • 2. seleção de produtos e mercados-alvo
  • 3. obtenção de certificados, licenças e demais documentos de exportação;
  • 4. produção e controle de qualidade
  • 5. embalagem e rotulagem
  • 6. análise de preço e cotação de frete
  • 7. despacho aduaneiro
  • 8. registro de Exportação (RE)
  • 9. transporte e embarque
  • 10. inspeção aduaneira e liberação
  • 11. acompanhamento e rastreamento
  • 12. entrega e pós-venda
  • 13. registro de Operação de Crédito (ROC)
  • 14. relatório de Comércio Exterior (RCE)

Todas essas etapas asseguram um processo alinhado com a legislação de exportação de alimentos. 

Além disso, é necessário que a empresa se lembre de emitir a nota fiscal de exportação para registrar e comprovar a comercialização dos alimentos para o comércio exterior, porque é esse documento que garante a legalidade e a transparência do procedimento.

Questões legais e regulatórias: certificações e documentação

Assim como outros processos comerciais, o de exportação de produtos alimentícios envolve aspectos legais e regulatórios que servem para alinhar todas as atividades com as regulamentações locais.

Como mencionamos anteriormente, é importante que as empresas tenham o registro no RADAR. Além dele, é preciso ter o registro no Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) e no Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex).

No que tange às documentações, a legislação brasileira solicita: 

  • fatura comercial (commercial invoice);
  • conhecimento de embarque (bill of landing – B/L);
  • nota fiscal de exportação;
  • lista de embalagem (packing list);
  • certificado de origem;
  • declaração aduaneira;
  • certificados de origem sanitária e fitossanitários;
  • documentações relacionadas aos seguros.

É muito importante que as empresas que querem entrar para o setor de exportação de produtos alimentícios tenham conhecimento acerca das regulamentações locais para evitar maiores problemas.

Além disso, seguir todas as etapas e orientações é a chave para ter procedimentos legais, eficazes e que contribuem para o fortalecimento da marca.

Entenda como a Narwal pode ajudar o crescimento do seu negócio

A Narwal Sistemas é uma empresa que foi criada para oferecer as melhores soluções para o seu negócio de comex.

Nosso sistema conta com um módulo de exportação específico que visa tornar os processos automatizados e eficientes por meio de robôs integradores, semáforos, follow up’s e outros recursos.

Então, se você tem dificuldades com o planejamento logístico, por exemplo, oferecemos a solução de schedule de navios para ajudar nestes processos.

Ou se o problema estiver na emissão de documentos, a Narwal Sistemas trabalha com o envio automático deles para automatizar essas atividades e tornar o processo legal.

E tem mais, com o sistema da Narwal, você pode cadastrar os produtos com descrições em vários idiomas e facilitamos a elaboração de documentos de exportação para você contar com procedimentos legais.

Com a Narwal Sistemas, a sua empresa fica mais eficiente e competitiva no mercado.

Impulsione sua gestão comex com a Narwal Sistemas!

Conclusão

Em síntese, a exportação de alimentos é uma peça central para a economia de um país e de todo o comércio exterior.

Afinal, é um setor que está em constante crescimento e oferece diversas oportunidades para produtores e empresas.

Mas é importante lembrar que todas as etapas precisam ser seguidas para os processos terem a devida transparência e legalidade. Assim, a empresa evita problemas que podem afetar diretamente a saúde financeira e estabilidade do negócio.

Lembre-se de considerar a Narwal Sistemas como uma das melhores soluções para a sua empresa alcançar uma gestão comex eficiente e diferenciada.
Gostou deste conteúdo e quer aprender mais sobre comércio exterior, importações e exportações? Acesse o blog da Narwal Sistemas!

Share the Post:

Leia também