Demurrage: o que é, como funciona e como evitá-lo

pessoas no estoque de logística

Demurrage é o termo utilizado para se referir a uma taxa, que atua na liberação ágil dos contêineres de carga dentro da logística de transporte marítimo.

Este conceito é fundamental para a eficiência no fluxo de transporte de produtos e mercadorias no mundo. Mas, ao mesmo tempo, ele também pode ser visto como um desafio para importadores, exportadores e demais partes envolvidas.

Inclusive, um desafio que pode gerar custos financeiros adicionais e comprometer a  rentabilidade do negócio.

Neste conteúdo, vamos explicar o que é essa taxa, como ela funciona, as causas comuns e as estratégias que você pode adotar para evitar esse encargo.

Vamos lá?

O que é demurrage?

A demurrage se trata de uma taxa imposta sobre a empresa quando ela não realiza a retirada das cargas importadas dentro do período previamente estabelecido. Logo, é um tipo de compensação financeira aplicada no atraso das operações de carga e descarga.

A origem da palavra demurrage vem da palavra francesa demeurer, que pode ser traduzida como “permanecer”. Por isso, é utilizada como taxa para as mercadorias que permanecem no local por mais tempo do que foi acordado.

Também conhecida como taxa de sobrestadia, o objetivo dela é incentivar um fluxo de produtos importados eficiente para a liberação rápida dos equipamentos, como contêineres e navios.

Dessa forma, esses equipamentos podem ficar disponíveis com mais agilidade para serem usados novamente no transporte de mercadorias.

Como o demurrage funciona?

Cada empresa de transporte marítimo determina um prazo de uso do contêiner, que deve ser cumprido para que ele seja devolvido rapidamente ao terminal. Neste caso, quando o período de uso previamente estabelecido é extrapolado, a taxa demurrage é aplicada.

Na maioria das vezes, o pagamento é feito pelo importador e exportador, ou a parte que for responsável por utilizar e devolver o contêiner no prazo acordado.

A taxa pode variar de uma empresa para outra, mas costuma ser cumulativa e por cada dia extra.

Por exemplo, se a empresa de transporte determinou o prazo de 10 dias e o contêiner foi devolvido em 14, o encargo será aplicado nos 4 dias extras, entende?

Sendo assim, é de extrema importância estar bem atento aos acordos para estar ciente dos prazos que foram definidos pelas empresas e evitar maiores transtornos.

Causas comuns do demurrage

As empresas podem ficar sujeitas ao pagamento da taxa sobrestadia por causa de:

  • atrasos nas operações de carga e descarga;
  • atrasos no retorno dos contêineres descarregados;
  • atrasos nos transportes em vias terrestres;
  • problemas de gestão e agendamento;
  • problemas com documentos de exportação e importação;
  • retenções alfandegárias;
  • condições climáticas extremas.

Enfim, situações que ocasionam nos atrasos e, consequentemente, descumprimento dos prazos que foram acordados com a empresa transportadora.

Demurrage e detention: qual a diferença?

portuário visto de cima

Ambos os termos se referem a encargos relacionados ao descumprimento de prazos estabelecidos sobre o transporte de cargas por contêineres. 

Contudo, a detention diz respeito ao atraso na devolução desses equipamentos ao terminal de contêineres após a descarga dele. Enquanto a taxa sobrestadia é aplicada no descumprimento do prazo de retirada das cargas dos terminais portuários.

Para ficar mais fácil de entender, a taxa sobrestadia visa incentivar a retirada ágil das cargas e a detention procura aumentar a rapidez em que os contêineres são devolvidos às empresas de transporte.

Em suma, essas duas taxas estão relacionadas a atrasos na devolução de equipamentos para a logística de transportes, só que em contextos diferentes.

Estratégias e boas práticas para evitar o demurrage

Provavelmente, todas as empresas desejam evitar custos financeiros adicionais e outras penalidades, certo? 

Por essa razão, separamos algumas estratégias que ajudam a evitar a aplicação da taxa sobreestadia, como:

1. Planejamento antecipado

É muito importante que a empresa tenha um planejamento bem elaborado das operações de retirada das mercadorias dos terminais dentro do prazo estabelecido.

Isso envolve ter atenção com os prazos, estar ciente das políticas portuárias, ter as documentações separadas e um mapeamento da logística toda.

Assim, é possível alcançar um maior controle de importação e exportação, sem que a empresa precise arcar com taxas e penalidades.

2. Monitoramento em tempo real e comunicação eficaz

Monitore os tempos de entrega e a estimativa de quanto os contêineres precisam retornar ao terminal para evitar atrasos.

Para isso, é necessário ter uma comunicação eficaz com todas as partes da logística, o que inclui transportadoras, fornecedores, parceiros, agentes da alfândega, entre outros.

Dessa forma, você consegue acompanhar as entregas e ainda assegurar que todos estão cientes dos prazos.

3. Otimização dos processos de carga e descarga

O processo de carga e descarga pode ser otimizado com a junção de:

  • agendamentos estratégicos;
  • capacitação das equipes responsáveis pelas operações;
  • sistemas de gerenciamento de terminais;
  • comunicação assertiva;
  • controle de estoque;
  • parcerias eficientes.

Isso tudo ajuda a tornar o fluxo de trabalho mais otimizado e com menos lacunas.

4. Automatização de documentações

Hoje em dia, existem diferentes sistemas de gerenciamento que atuam com a automatização de documentações.

Ou seja, eles são responsáveis pelo gerenciamento, processamento e armazenamento de documentos importantes para a logística de transporte.

5. Análise de dados e métricas

No mesmo sentido da automatização de documentações, também existem sistemas voltados para a análise de dados e métricas que ajudam a identificar setores de melhoria e podem contribuir para o cumprimento dos prazos de uso dos contêineres.

Assim, a empresa consegue incrementar áreas com base em informações estatísticas, o que reduz os atrasos e, consequentemente, evita a taxa de sobreestadia.

Quer encontrar tudo isso em um só sistema? Então, você precisa conhecer a Narwal Sistemas!

Somos uma das maiores empresas de soluções de softwares em gestão de comércio internacional do Brasil.

O nosso sistema conta exatamente com funções para agenciamento de carga, follow-up, declaração de importação, siscomex e muito mais.

Impulsione sua gestão de comércio exterior com as soluções da Narwal Sistemas!

Conclusão

Portanto, a taxa demurrage é aplicada quando a empresa descumpre os prazos das operações de carga e descarga, e o contêiner permanece por mais tempo do que deveria no local, o que resulta em um atraso no retorno dele para o terminal de contêineres.

Para mitigar a demurrage e otimizar os processos de comércio exterior, é essencial contar com um sistema eficaz. 

Ou seja, um sistema especializado permite acompanhar de perto o cronograma de envio, o desembaraço aduaneiro, as datas de chegada (ETD) e partida dos navios (ETA), e gerenciar a documentação de forma precisa. 

E é exatamente o que o Narwal, o principal software para gestão de comex do Brasil, possibilita aos seus clientes!

Além disso, a automação e o uso de dados através do Power BI em tempo real permitem que as empresas tomem decisões informadas e antecipem possíveis atrasos, evitando a demurrage. 

O Narwal também ajuda a alocar recursos de forma eficaz, otimizando a utilização de contêineres e evitando custos desnecessários.
Gostou deste conteúdo? Aproveite o momento para aprender mais sobre nota fiscal de exportação!

Share the Post:

Leia também