Como importar da China? Confira passo a passo

O comércio exterior tem como uma das principais práticas a importação e exportação, sendo um dos países onde mais se busca importar é a China. 

Geralmente, existem dois cenários dessa importação. Existem empresas que desejam comprar matéria prima para fabricação de produtos, e outras que desejam comprar o produto finalizado para comercializar no Brasil.

As companhias que estão começando não sabem bem como importar da China.

Por isso, neste artigo vamos te explicar como importar da China de diversas maneiras diferentes. 

Acompanhe a leitura!

Por que importar produtos da China?

Importar produtos chineses é uma prática que pode ser lucrativa, sobretudo para empresas de pequeno e médio porte.

Existem diferentes formas de importação da China, e por isso é possível encontrar o tipo que melhor se adequa ao seu negócio.

Uma das mais utilizadas, por exemplo, é a importação diretamente com o fabricante, pois, além de tornar o processo mais fácil, ainda pode ser mais barata.

Muitas pessoas associam produtos chineses com réplicas. Vale ressaltar que a falsificação não é exclusiva da China, podendo ocorrer assim em qualquer país. 

De toda forma, é imprescindível que a operação seja realizada com cautela, com uma boa análise dos produtos antes da efetivação da compra.

Em resumo, o diferencial de importar da China é que você encontra produtos com preços justos e de alta qualidade, quando bem selecionados.

Quais são os melhores produtos para se importar da China?

A China é um país de alta produção industrial, e por isso é possível importar uma grande diversidade de produtos.

Os produtos chineses que costumam ser bastante importados são:

  • objetos de decoração;
  • eletrônicos, como smartphones, mouse, teclado e mais;
  • acessórios para eletrônicos (fone de ouvido, capas de celular);
  • produtos de maquiagem;
  • acessórios como anéis, colares, pulseiras, brincos e outros;
  • roupas;
  • cosméticos e produtos de cuidado com a pele, seja para rosto ou corpo;

Mesmo que exista uma quantidade expressiva de produtos para ser adquiridos no país, alguns outros possuem algumas restrições, que são:

  • cigarros e tabacaria em geral;
  • explosivos;
  • bebidas alcóolicas;
  • medicamentos;
  • produtos que precisam de aprovação nacional, seja pela ANVISA, INMETRO e outros órgãos reguladores.

Dessa forma, caso o seu modelo de negócio busque produtos mais burocráticos, é preciso estudar mais profundamente sobre os requisitos para importá-los.

Como importar da China pro Brasil?

Existem formas diferentes de como importar da China para o Brasil. A primeira delas é uma compra direta com o fornecedor ou fabricante.

Outra forma é terceirizar essa importação, contratando assim uma empresa especializada, que deve acompanhar todo o processo, até a entrega em sua sede.

Por fim, outra medida é através do dropshipping. Esse método funciona, basicamente, na revenda em território nacional, mas sem possuir os produtos no estoque.

Assim, você vende o produto que ainda está na China por um valor acima, visando obter lucro, e então quem realiza essa entrega é o fornecedor.

Os ganhos serão repassados parte para o fabricante, parte para você.

Tanto o dropshipping, quanto a importação terceirizada, podem ser resolvidas de maneira descomplicada, ao buscar plataformas e empresas que possibilitem a realização desses serviços.

Por outro lado, a importação diretamente com o fabricante é feita de maneira diferente. 

Separamos abaixo um passo a passo simples sobre como importar da China. Confira:

Buscar o produto

Depois de definir qual será o produto que você deseja comercializar, é preciso buscá-lo.

Alguns sites são mais recomendados neste momento, como Alibaba.com, Rakumart, TinyDeal e GearBest. 

Encontrar um fornecedor de confiança

Depois, busque um fornecedor de confiança. Alguns sites mostram alguns indicativos que reforçam a confiabilidade do produto e do vendedor.

Tente também conversar com o fabricante, sempre em inglês, de maneira formal, se comportando como um importador.

Fazer o custeio da importação

O custo da importação pode ser calculado por um especialista, ao considerar o fator de conversão, que é a diferença de custo dos produtos na China até o custo final ao chegar no Brasil.

A transação de importação envolve fretes, seguros, despesas e impostos, como IPI, ICMS e tarifa de desembaraço.

Alguns sites chineses realizam um cálculo estimado dos custos de importação.

Comprar os produtos

É hora de adquirir os produtos. Geralmente, o pagamento é realizado por transferência bancária, mas existem outras formas de pagamento.

A nossa dica é sempre contar com profissionais especializados em importações.

Enviar para o porto ou aeroporto na china

Os produtos chineses são enviados para o porto ou aeroporto, e então encaminhados para o Brasil. 

Os produtos enviados via aérea costumam chegar por volta de 15 dias. Já as mercadorias que chegam via marítima, podem ter o prazo de entrega de até 120 dias. 

Providenciar o desembaraço aduaneiro no Brasil

O desembaraço aduaneiro é basicamente a última autorização para que o produto possa adentrar o território nacional. 

Por isso, uma série de documentos é avaliado, bem como, em alguns casos, a própria mercadoria. 

Contratar o frete até a empresa do importador

O passo final, depois do desembaraço, é contratar um frete até a sua empresa, que deve coletar o produto na área alfandegada, que pode ser um porto, aeroportos, ou pontos em fronteiras.

Quais as vantagens de importar da China?

As principais vantagens de importar da China são:

Flexibilidade

É possível importar uma série de produtos, bem como de diferentes maneiras (diretamente com o fabricante, por empresa terceirizada ou por dropshipping).

Capacidade de fornecimento

A China é capaz de fornecer boas quantidades de produtos para o Brasil, o que favorece empresas de comércio exterior.

Inovação

É possível ser inovador ao importar da China, principalmente quando se escolhe produtos que ainda não estão sendo muito comercializados no mercado nacional.

Com a Narwal Sistemas,  uma empresa que oferece soluções de integração entre plataformas de Comex dos principais órgãos, é possível ter os seus processos de importação organizados, no qual será possível gerir gastos, estoques e processos em um só lugar.

Conheça as soluções que automatizam processos de Comex, e aumente a sua produtividade! 

Conclusão

Este artigo buscou explicar como importar da China. Assim, buscamos levantar as possibilidades diferentes de importação, bem como um passo a passo.

O processo de importação vai depender da realidade de seu negócio. Para quem deseja transações descomplicadas, é possível contratar uma empresa importadora.

Negócios que não possuem um caixa suficiente para importação, podem começar pelo dropshipping.

Já aquelas que preferem ter total domínio sobre as suas importações, recomenda-se importar diretamente com o fabricante.

Se você gostou deste artigo, leia também sobre os tipos de Importação.

Assine a nossa newsletter para receber dicas sobre melhores práticas do comércio exterior! 

Quer saber mais sobre o Narwal?

Se inscreva e receba artigos e notícias em primeira mão.

Share the Post:

Leia também